Pessoalidades

Pipoca com trilha sonora

Ontem fizemos pipoca. Me vi invadida por uma saudade imensa, que chegou de surpresa e me apertou o peito com toda força! Respirei profundo e voltei no tempo.

Fui parar lá na sua casa, na sua cozinha, bem antes dela ser reformada e ganhar azulejos clarinhos. Estávamos eu, meus irmãos e a senhora, que dançava em frente ao fogão, enquanto os milhos começavam a estourar na panela.

Lembro claro como o sol: a senhora gorduchinha, cantando uma música rimadinha sobre pipoca, enquanto ríamos e tentávamos te imitar. Hoje tenho certeza que fazia parte da receita! Era o segredo. Tinha que cantar e dançar, e então todos os milhos estouravam!

Era ainda tão pequena, nem sabia a força que uma saudade tem. E o amor também. Meu conforto é ter essa e mais um tanto de outras memórias bonitas, hoje objetos da minha saudade mais sincera.

Te amo e sinto sua falta todos os dias, minha vovó princesa.

0

Uma terapeuta ocupacional, que escreve para (tentar!) entender o (seu) mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.