Pessoalidades

Feliz três anos, Theo!

Então o dia que é só seu já vai nascer e me fazer lembrar da alegria que é ter você aqui, morando no melhor lugar do meu coração, ocupando sempre meus melhores pensamentos e os desejos mais sinceros quando penso em Deus.

Viver sua Infância acolhe a minha. Passeio por aí atenta e te encontro em muitos lugares, em muitas pessoas e em mim sempre. Meus braços tem o registro do bebê gordinho que já foi. Minha memória guarda aquele cheirinho de vida nova, de quando você nasceu para este mundo. Você é precioso, Theo.

Quase sempre antes de dormir, olho fotografias para matar a nossa saudade. Você agora é um menininho esperto, arteiro e engraçadinho. Que entende de dinossauros e que já aprendeu o que é se despedir. Que já sabe e conhece tantas outras coisas… Aprendo com você um jeito novo de olhar o mundo, que insiste, que persiste e investe para manter as luzes da esperança e da Fé na vida, naquilo que ela tem de melhor: os encontros. Você chegou com olhos espertos, atentos e brilhantes. E eu desejo que a vida te seja gentil, para que se mantenha assim hoje, amanhã e depois e depois…

Você é sol, luz, farol, estrela, lua, lâmpada, vela, lanterna. Uma constelação inteirinha. Você brilha. Feliz três anos, meu pequeno grande Amor.

[Imagem arquivo pessoal]

1

Uma terapeuta ocupacional, que escreve para (tentar!) entender o (seu) mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.